sábado, 31 de Julho de 2010

Plátano reeditou “A Mala Vazia” e “Contos de Animais com Manhas de Gente”

'
Sendo duas das obras que integram o Plano Nacional de Leitura (PNL), e por isso merecedoras de grande atenção por parte de muitas das nossas escolas, os livros “A Mala Vazia” e “Contos de Animais com Manhas de Gente”, de Alexandre Parafita, cuja primeira edição fora publicada pela Editora Âmbar, encontravam-se esgotados há vários meses. Finalmente, ambas as obras acabam agora de ser lançadas em segunda edição, por iniciativa da Plátano Editora.
Ilustrados, respectivamente, por Pedro Serapicos e por Eunice Rosado, os dois livros são hoje valiosos instrumentos de trabalho nas escolas, contribuindo para fomentar o gosto pela leitura nas crianças, em especial através da dramatização das suas histórias.
“A Mala Vazia” é um conjunto de histórias em verso que fazem sobressair o eco de antigas canções pastoris e canções de berço e onde o jogo lúdico das rimas e das imagens desafia os mais pequenos a uma leitura interessada e aprazível. Três grandes linhas de força são merecedoras de atenção especial neste livro, segundo Pompeu Miguel Martins: “a dicotomia entre a fantasia e a realidade na construção do texto poético, a referência a valores e a utopias e a persistente e sempre necessária divulgação de uma cultura popular enquanto parte integrante da nossa matriz civilizacional”.
Quanto ao livro “Contos de Animais com Manhas de Gente”, é composto de narrativas da tradição oral que fazem parte do riquíssimo património imaterial transmontano. São histórias de animais que falam de gente, dos seus vícios, virtudes e diabruras. Com graça e humor, com ironia e astúcia, dizem verdades a brincar e a rir. Todos os animais (o lobo, a raposa, o ouriço-cacheiro, o galo, o burro, o leão...) aparecem carregados de simbolismo nas histórias. Cruzam-se neles os traços temperamentais do ser humano. Os mais comuns são o lobo e raposa: o primeiro selvagem, parvo e estúpido; a segunda manhosa, oportunista e traiçoeira.
Alexandre Parafita, doutorado em Cultura Portuguesa, é investigador da área do património imaterial e docente do ensino superior. Autor de várias dezenas de obras, umas no domínio do estudo do património cultural, outras no domínio da literatura infantil, grande parte dos seus títulos integra a lista recomendada pelo PNL.